Como é chamada a última geração de disjuntores?

28 de abril de 2022

Se você está se perguntando sobre os disjuntores, este artigo lhe dirá o que são e como funcionam. Existem diferentes tipos de disjuntores.

Os disjuntores de alta tensão são projetados para proteger as linhas de alta tensão contra sobrecorrentes. Este tipo de disjuntor é complexo, por isso é utilizado em linhas de transmissão de energia. 

Os disjuntores de baixa tensão são projetados para uso doméstico e monitoram circuitos de média tensão com relés de proteção. Os disjuntores podem ser classificados de acordo com sua capacidade. Os disjuntores pequenos são projetados para proteger eletrodomésticos e são frequentemente usados para instalações elétricas. 

Os maiores são projetados para circuitos de alta tensão. Dependendo da capacidade, eles podem ser classificados em grupos. Existem disjuntores antigos e modernos no mercado. Se você deseja conhecer a última geração de disjuntores, siga este guia.

Qual é o nome da última geração de disjuntores?

Os disjuntores são dispositivos que desligam automaticamente a energia elétrica quando ocorre uma falha, evitando que o fluxo de corrente defeituosa cause danos ao sistema. Eles são projetados para abrir e fechar circuitos para proteger o sistema de picos de corrente nocivos. 

Aplicações residenciais, comerciais e automotivas fazem uso de disjuntores. A última geração de disjuntores possui um interruptor de circuito de falha de aterramento (GFCI) que evita interrupções de energia devido a curto-circuito. A última geração de disjuntores é feita para proteger contra riscos elétricos. 

O que é um interruptor de circuito de falha de aterramento?

Um interruptor de circuito de falha de aterramento protege sua casa contra eletrocussão devido a uma falha de aterramento, que ocorre quando a água e a eletricidade se misturam. Um GFCI é usado para interromper o fluxo de eletricidade, que é o tipo mais perigoso de choque elétrico. Também protege você contra o risco de incêndio, interrompendo a energia de um eletrodoméstico ou prédio quando água ou eletricidade entram em contato acidentalmente.

Um GFCI funciona medindo a corrente proveniente de um aparelho elétrico ou dispositivo elétrico. Em seguida, compara essa corrente com a quantidade de corrente que vem do lado neutro do equipamento. Se os dois forem desiguais, haverá um desvio da corrente. Os GFCIs são um dispositivo de segurança essencial em sua casa. Eles podem reduzir a chance de choque elétrico com risco de vida, limitando o fluxo de corrente elétrica.

Este dispositivo de segurança elétrica é essencial para proteger você e sua casa contra choque elétrico. Também é usado para proteger você e sua família contra falhas fase-terra. Um GFCI pode detectar até mesmo a menor quantidade de corrente elétrica e impedi-la de causar um choque elétrico fatal.

Como funciona um interruptor de circuito de falha de aterramento?

Um GFI é um dispositivo elétrico que interrompe um circuito quando o fluxo de corrente é muito alto ou muito baixo. Seu principal objetivo é proteger o consumidor de eletrocussão. Eles evitam a eletrocussão detectando pequenas correntes que podem ser perigosas. 

Os disjuntores típicos interrompem um circuito a 20 amperes, mas são necessários apenas 100 miliamperes para eletrocutar alguém. Portanto, um GFI detecta as pequenas correntes e desarma o disjuntor no receptáculo ou no painel do disjuntor.

A falha de aterramento ocorre quando o caminho para o aterramento é interrompido. Nesses casos, a corrente elétrica pode encontrar um caminho alternativo para o solo através do usuário. Um GFCI desliga a energia em menos de 1/40 de segundo, comparando a quantidade de corrente que entra e sai do equipamento. A quantidade de corrente é maior que cinco miliamperes, indicando um desvio da corrente.

Um interruptor de circuito de falha de aterramento ou GFCI é um dispositivo que desliga a fonte de alimentação quando ocorre uma falha de aterramento. Este dispositivo compara a quantidade de corrente proveniente de equipamentos elétricos com a quantidade de corrente proveniente do usuário. Quando um circuito é interrompido, o GFCI corta a energia do equipamento, evitando o risco de um incêndio fatal. Se o sistema não estiver conectado a um GFCI, a pessoa que o estiver usando sofrerá um choque grave ou sofrerá queimaduras.

Benefícios do interruptor de circuito de falha de aterramento

GFCIs são essenciais para todas as casas. Eles ajudam a proteger os residentes atuais e futuros de perigos potenciais. Instalá-los em todos os cômodos da casa pode evitar incêndios e perigos perigosos. Eles também protegem os eletrônicos contra danos. A melhor maneira de garantir que seus eletrônicos estejam protegidos é certificar-se de que estejam aterrados. Esta é uma maneira fácil de fazer isso. Além de salvar vidas, os GFCIs também economizam dinheiro.

Os GFCIs monitoram a quantidade de corrente que flui através do circuito e disparam quando a corrente que entra e sai do circuito é diferente da corrente que sai. Isso significa que a corrente elétrica é interrompida antes que possa causar qualquer dano. Eles também podem detectar vazamentos lentos no sistema elétrico e cortar a energia antes que ela atinja níveis letais. Os benefícios do uso de GFCIs não podem ser enfatizados o suficiente.

Os GFCIs podem ser instalados em quase qualquer tipo de residência. Eles monitoram a corrente que passa por um circuito e disparam quando a corrente é diferente daquela que sai. Isso significa que você pode evitar choques elétricos e se proteger de incêndios. Um interruptor de falha de aterramento também diminuirá a probabilidade de seus disjuntores dispararem com tanta frequência. Este é um ótimo recurso de segurança, pois eles podem interromper a corrente elétrica antes que ela atinja níveis letais.

Onde é necessária uma tomada GFCI?

As tomadas GFCI protegem contra choque elétrico e incêndio. Esses dispositivos monitoram o fluxo de eletricidade em um circuito e desligam a energia quando detectam um desequilíbrio. Por terem um sensor embutido, uma tomada GFCI é ideal para casas com crianças, porões ou outras áreas propensas à umidade. Ao contrário dos fusíveis e disjuntores, as tomadas GFCI podem ser instaladas em tomadas sem fio terra.

As tomadas GFCI foram necessárias primeiro nos banheiros. Eles devem ser instalados em todas as tomadas de quinze amperes e 125 volts. Essas saídas devem estar a menos de um metro e meio de uma fonte de água, como uma torneira ou um bar. Eles agora também são necessários em porões, pátios e qualquer outra área externa que tenha água corrente. Além da cozinha, também são necessárias tomadas GFCI na lavanderia, garagem ou porão.

Uma tomada GFCI deve ser instalada em áreas propensas à água de uma casa. É importante instalá-los em áreas onde a água possa entrar em contato com a fiação elétrica. Isso inclui todos os banheiros, bancadas de cozinha, porões e pátios com água corrente. O Código Elétrico Nacional exige a instalação de tomadas GFCI em áreas onde haja perigo de eletrocussão. Embora um GFCI seja um ótimo recurso de segurança, ele não deve ser confundido com um fusível.

Temos mais de 31 anos de experiência

Nossa força

1994
Fundado
31+
Patente
43
Agentes
1000+
clientes

Solicite um orçamento